O dia 7 de junho é considerado a partir de 2019, o dia Internacional da Segurança dos Alimentos (World Food Safety Day – WFSD) graças ao trabalho da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, uma das agências das Nações Unidas, que lidera esforços para a erradicação da fome e combate à pobreza. Podemos considerar este dia uma oportunidade para celebrar os esforços em garantir a segurança dos alimentos que consumimos.

Todos ao longo da cadeia produtiva são responsáveis pela segurança dos alimentos, desde os produtores e fabricantes até os pontos onde são vendidos ou preparados. Não há segurança dos alimentos sem boas condições de higiene e controle, em um mundo em que a cadeia de fornecimento se tornou mais complexa, qualquer incidente pode ter efeitos globais negativos sobre a saúde pública, o comércio e a economia.

No aspecto econômico, de acordo com o Banco Mundial os alimentos não seguros custam, às economias de baixa e média renda, cerca de US$ 95 bilhões em produtividade perdida, todos os anos. Já na questão de saúde pública, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que mais de 600 milhões de pessoas ficam doentes e 420.000 morrem todos os anos por consumirem alimentos contaminados com bactérias, vírus, parasitas, toxinas ou produtos químicos

Rastreabilidade a favor da segurança dos alimentos

Os casos de contaminação de alimentos e fraudes trazem à tona a importância da rastreabilidade para garantir a segurança dos consumidores, além disso a é um dos caminhos mais eficazes para assegurar a adoção de um controle efetivo e a rápida retirada do mercado dos alimentos contaminados.

Esta tecnologia permite aos fabricantes não somente cumprir os requisitos legais ou as exigências regulamentares, mas também a responder de forma eficaz em um caso de recall do mercado. Além da economia de custos significativa, com um alto retorno do investimento, a solução de rastreabilidade contribui para criar um valor maior à marca.

Para a indústria de laticínios, por exemplo, após a publicação das Instruções Normativas nº76 e nº 77, a rastreabilidade passou a ser uma aliada, que garante não somente a segurança da cadeia produtiva do leite, mas também ajuda a cumprir requisitos legais brasileiros e internacionais.

O Centro Global de Rastreabilidade de Alimentos (Global Food Traceability Center – IFT) define a rastreabilidade como a “capacidade de acessar qualquer informação relacionada a um alimento, durante todo o seu ciclo de vida, por meio de registros”. A rastreabilidade é mais do que fornecer dados; é a capacidade de vincular essas informações em toda a cadeia de suprimentos, de modo que, a qualquer momento, as informações possam ser acessadas, a fim de obter maior visibilidade de onde o produto se encontra e como acessá-lo.

Para ajudar os fabricantes a enfrentar a ameaça de contaminações, fraudes, produtos adulterados e atender a legislação, a SIG oferece uma solução única de rastreabilidade, dentro de sua plataforma de soluções digitais “Connected Pack”. Ela permite que as indústrias de alimentos atendam os padrões de qualidade durante todo o processo e que retirem ou recuperem com precisão os produtos que foram identificados como inseguros. Além de prevenir não conformidades que podem resultar em possíveis contaminações.

Com o Connected Pack a indústria pode identificar, de forma cirúrgica, quais alimentos estão envolvidos em quaisquer contaminações que possam ter ocorrido ao longo do processo de produção. Esse gerenciamento pode potencialmente economizar milhões de reais para as empresas. Além disso, pode reduzir significativamente o número de produtos desnecessariamente descartados no processo de recall. Para o consumidor, traz mais confiança e pode salvar vidas. A rastreabilidade é uma importante ferramenta de segurança dos alimentos, além de ser um diferencial econômico e estratégico para as indústrias.

Um compromisso com a qualidade dos alimentos

A tecnologia utilizada nas embalagens cartonadas é uma aliada para garantir a segurança dos alimentos. A SIG auxilia seus clientes em todos os sentidos para assegurar os mais rigorosos padrões de qualidade. Seja com manutenções preventivas, programas de qualidade e treinamentos até a consultoria de nossa equipe técnica de microbiologistas e especialistas em projetos.

“A robustez de nossas embalagens e máquinas de envase, bem como a nossa preocupação com a segurança dos alimentos são diferenciais da SIG já reconhecidos pelo mercado”, declara Antonieta Hilst, Diretora da região América do Sul da SIG Combibloc. “Nossa área técnica trabalha de maneira muito próxima aos nossos clientes, visando sempre a entrega dos produtos envasados com qualidade e segurança”, completa.

O envase em embalagens cartonadas é uma das tecnologias mais avançadas para a segurança dos alimentos. Ela possibilita um maior tempo de validade dos produtos graças ao envase asséptico, além de ser mantida fora da geladeira sem comprometer a qualidade dos alimentos ou perda de nutrientes e vitaminas, desmistificando a informação de que o produto em embalagem cartonada tem qualidade inferior. Pelo contrário, esse tipo de embalagem e tecnologia de envase mantêm as características e nutrientes originais do produto.

Saiba mais sobre as soluções da SIG em nosso website ou entre em contato com nosso time de especialistas.

SIGnals

Postado por SIGnals

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *