A comida que consumimos é segura? Esta é uma pergunta que vem sendo feita cada vez com mais frequência, conforme a fraude em alimentos se torna um problema crescente. Veja como a SIG está ajudando os fabricantes a enfrentar essa ameaça.

Quando um consumidor abre um produto alimentar ele espera que seu conteúdo seja seguro para consumo. Mas isso nem sempre acontece, pois a fraude em alimentos é uma ameaça crescente. Segundo a Organização Aduaneira Mundial (WCO, na sigla em inglês), estima-se que a indústria da falsificação de alimentos gere mais de US$ 49 bilhões por ano. Mas é o custo para os consumidores e empresas que é mais alarmante, com grandes incidentes em fraudes alimentares resultando em mortes e bilhões de dólares em multas, litígios e perda de receitas.

As fraudes alimentares são comumente definidas como a venda de produtos colocados no mercado com a intenção de ganho financeiro por meio de trapaça contra o consumidor. Isso geralmente inclui alimentos impróprios para o consumo humano e potencialmente perigosos, ou produtos de alimentos que foram deliberadamente designados de forma errada no que diz respeito aos ingredientes e suas fontes.

Em geral, as fraudes alimentares resultam numa redução da qualidade em vez da segurança, mas mesmo assim vários casos de repercussão mostram o impacto em potencial dos produtos fraudulentos. O escândalo da melamina na China, em 2008, por exemplo, afetou milhares de pessoas – incluindo bebês -, quando descobriu-se que leite em pó foi contaminado com esse composto químico.

O caso teve um grande impacto sobre o setor de laticínios da China, abalando não só a confiança do consumidor durante anos, como também representando um novo capítulo para a indústria de alimentos e bebidas da China. Outros incidentes graves que tiveram consequências duradouras incluem o evento do azeite de oliva tóxico na Espanha em 2013, e o escândalo da carne de cavalo no Reino Unido.

Uma questão de qualidade

No entanto, a maioria dos incidentes de fraudes alimentares não são tão nítidos quanto o escândalo da melamina, uma vez que a maioria dos agentes adulterantes de alimentos são relativamente inofensivos ou difíceis de serem detectados. Incidentes envolvendo a qualidade como esses podem não representar um risco direto para a saúde, mas sempre provocarão a desconfiança do consumidor, um impacto negativo sobre a integridade e reputação da marca, e uma redução gradual das vendas.

O que torna difícil a detecção das fraudes alimentares é o fato de que a garantia de qualidade depende de uma cadeia de fornecimento confiável e consistente. Mesmo assim, nos últimos anos as cadeias de fornecimento da indústria globalizada dos alimentos e bebidas ficaram mais complexas e fragmentadas. Basicamente, isso resultou em mais processos difíceis de serem controlados a rastreados, e produtos que enfrentam riscos maiores à segurança.

Protegendo a autenticidade

Para ajudar os fabricantes a enfrentar a ameaça da fraude de marcas e produtos adulterados, a SIG oferece uma solução avançada de autenticidade. Ela permite aos fabricantes proteger seus produtos do mercado da falsificação, da pirataria e das imitações.

Com a solução de autenticidade da SIG, os fabricantes podem serializar de forma única cada embalagem com um QR code inviolável que proporciona ao consumidor uma segurança total de que o produto que está em suas mãos é autêntico, original e realmente fabricado pela marca que ele escolheu.

Essa solução inovadora permite um rápido feedback do mercado, avisando os fabticantes sobre suspeitas de risco à marca no mercado, para minimizar o impacto, mantendo ao mesmo tempo a confiança do consumidor e a segurança do produto o tempo todo.

Quer saber mais sobre como assegurar a autenticidade dos produtos? Contate-nos já ou leia mais sobre nossas soluções de Connected Pack (embalagem inteligente).

E certifique-se de que você estará bem-informado sobre as questões que moldam seus negócios, assinando a SIGnals Update, nossa exclusiva newsletter quinzenal.

SIGnals

Postado por SIGnals

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *