A sustentabilidade começa do zero e é por isso que a SIG se orgulha de ser parte de um esforço para criar as construções mais sustentáveis do mundo.

Sustentação acabou virando a palavra-chave do nosso tempo, transformando-se numa prioridade para empresas grandes e pequenas. Na verdade, todos que vão de consumidores a colaboradores estão agora olhando para os negócios para ajudar a resolver problemas importantes como as mudanças climáticas. Mas ser uma empresa sustentável significa mais do que fazer alegações ecológicas. Significa considerar toda a maneira de trabalhar, de produtos e processos a pessoal.

Nesta era de consciência ecológica, não surpreende que as construções em que vivemos e trabalhamos estejam se tornando mais sustentáveis do que nunca. Hoje, não basta a arquitetura ser grandiosa, arrojada e bela – ela precisa ser limpa, ecológica e supereficiente. Em todas as partes do mundo estamos vendo construções surpreendentes serem desenvolvidas com a sustentabilidade sendo sua maior preocupação.

Aumentando a eficiência  

Tome, por exemplo o One Angel Square em Manchester, no Reino Unido. Abrigando 3.000 pessoas, a sede do Co-operative Group foi classificada de “extraordinária” pela Building Research Establishment Environmental Assessment Methodology (BREEAM). O prédio é suprido por um sistema de energia e aquecimento que funciona à base de óleo vegetal puro e usa óleo de sementes de uvas cultivadas na fazenda da própria companhia.

Na China, os 75.000 metros quadrados da Sun-Moon Mansion em Dezhou, perfazem uma das maiores estruturas movidas a energia solar do mundo. Lembrando um enorme relógio de sol, esse escritório, hotel e centro de conferências é alimentado por energia solar de painéis orientados para acompanhar o movimento do sol e maximizar a coleta de energia. Tudo isso ajuda o prédio a economizar cerca de 8,6 toneladas em emissões.

Enquanto isso, no coração de Seattle, o Bullitt Centre se destaca até mesmo entre os prédios mais ecológicos do mundo – esse conjunto de escritórios autossustentável produz mais eletricidade com os painéis solares instalados em sua cobertura, do que consome. Ele também tem um reservatório de água de chuva com capacidade para 56.000 galões, vasos sanitários de compostagem e até mesmo escritórios dedicados à busca de novas técnicas de produção de energias limpas.

Nota alta em sustentabilidade

Na SIG, entendemos a importância de sermos sustentáveis, do lado de dentro e do lado de fora. É por isso que nosso novo Centro Tecnológico da Ásia-Pacífico em Shuzhou, na China, foi erguido para atender aos mais altos padrões de eficiência. Essa construção de ponta é certificada pelo sistema Leadership in Energy and Environental Design (LEED) e recebeu o padrão Platina, o mais alto possível. 

A SIG é apenas a nona companhia industrial com unidade de produção na China a obter o padrão Platina do LEED, com um total de 83 pontos – a segunda maior pontuação em todo o país. Um número significativo de pontos foi obtido pelo sistema de geração de energia solar do prédio, com painéis no topo que fornecem mais de 13% de todas as necessidades de energia do complexo.

Outras características importantes incluem instalações sanitárias de baixa vazão, reutilização de águas residuais e coleta de água da chuva, que ajudam a reduzir o consumo de água em 40%. Além disso, mais de 20% dos materiais do prédio são feitos a partir de conteúdos reciclados, e mais de 20% dos espaços abertos do local são verdes para apoiar a biodiversidade e o bem-estar dos colaboradores.          

O novo Centro Tecnológico a Ásia-Pacífico junta-se a outros projetos sustentáveis da SIG, como a inovadora cantina ecológica de Rayon. Feita quase que totalmente de embalagens cartonadas usadas da SIG – mais de 1,4 milhão -, o prédio de uma escola local mostra que empresas e comunidades podem se unir para transformar lixo em valor.

Projetos arquitetônicos como esses são um testamento ao compromisso delineado em nossa estratégia WAY BEYOND GOOD – um esforço para devolver à sociedade e ao meio ambiente, mais do que tiramos deles – e nos coloca em boa companhia entre as empresas mais “verdes” do mundo. Para informações ainda mais aprofundadas sobre o setor, assine nossa newsletter mensal.

SIGnals

Postado por SIGnals

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *